SINCE2018, foi aberto com palestra do economista Ladislau Dowbor

O 25º SINCE foi aberto na noite da última quarta-feira (19), em Porto Velho, no Estado de Rondônia, com uma ótima presença de Economistas e representantes dos Corecons de todo o Brasil.

O Rio Grande do norte, está sendo representado pelo Presidente do Corecon/RN, Ricardo Valério Costa Menezes, que teve a incumbência de levar e defender a demanda de uma ampliação da representação dos estados dos números de conselheiros Federais, para que haja uma maior legitimidade nas decisões, com todos os Corecons de menores arrecadações, possam ter uma maior efetiva participação no Colegiado do Cofecon.

O ponto alto da solenidade de abertura do Since 2018, foi a palestra do Economistas Ladislau Dowbor, autor da “Era do Capital Improdutivo”, cujo o livro está disponibilizado, nas livrarias.

O evento se encerra hoje, sexta-feira (21), muito embora os trabalhos se estendem até o sábado (22), na Plenária ampliada do Cofecon, onde o Presidente Ricardo Valério, deverá permanece, até em função do mesmo ser também conselheiro Federal.

Reencontro

Ricardo, além dizer do enorme sucesso da realização do SINCE 2018, que contribui de forma contundente para os economistas e para o país,  também falou da alegria do encontro com Antônia, que por muitos anos atuou no Corecon/RN, agora presta seus valiosos serviços à entidade em Porto Velho: “Tivemos uma enorme alegria, do SINCE ter nos proporcionado a oportunidade de reencontrar a nossa servidora Antônia, que está à disposição do Corecon/RO. Foi graças ao pioneirismo do Corecon/RN, que abriu negociações com o Cofecon, foi que conseguimos emplacar o primeiro caso no Brasil, de uma funcionária concursada a nível nacional, poder a bem do serviço público, ser transferida para outro estado da federação”.

Vale salientar que a servidora Antônia, seguiu para Rondônia em função da transferência compulsória do seu marido. Entretanto, para ir com seu esposo sem prejuízos, o Corecon/RN sugeriu e conduziu negociação inédita com o Cofecon e Corecon/RO, a qual resultou numa resolução positiva. Antônia pode voltar daqui a três anos para Natal, tendo todos os seus direitos garantidos, que foram preservados nas negociações pactuadas juntos aos envolvidos. Assim, ela pode acompanhar o marido, sem prejuízos financeiros e profissionais.

Finalizando o Presidente do Corecon/RN, saudou Antônia em nome de dos economistas, funcionários, colaboradores e amigos: “Abraços de todos nós à nossa amiga Antônia, que Deus abençoe”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website