5 sinais de que você está usando o cartão de crédito de forma errada

Júlia Mendonça

12/04/2019 04h00 

Cartão de crédito, amado por poucos e odiado por muitos! É apenas um instrumento financeiro, mas é tão poderoso que é um aliado das suas finanças ou quem o leva para o buraco. Muitas pessoas se endividam com o cartão, porque não sabem usá-lo de forma correta.

Para evitar que isso aconteça, você precisa prestar atenção em alguns sinais bastante fáceis de perceber. Eles estão na forma como você usa o cartão, como paga a fatura e nos seus hábitos de compra. Quanto mais rápido você identificá-los, mais fácil vai ser sair, ou melhor, não cair na armadilha que o cartão de crédito pode estar lhe preparando.

Estes são os cinco sinais de que você está usando o cartão de crédito de forma errada:

1 – A maior parte da sua fatura é composta pelas parcelas

Uma das vantagens do cartão é poder parcelar compras sem ter o acréscimo de juros nas parcelas. Você consegue transformar uma compra que seria pesada para pagar em apenas um mês em diversos pagamentos com parcelas mais tranquilas e em mais tempo.

O grande problema está quando você ocupa a maior parte da sua fatura apenas com parcelas dos meses anteriores. Ou seja, tudo o que você está pagando hoje são compras que você fez há meses.

Isso é muito perigoso, pois qualquer despesa inesperada que ocorra pode levá-lo ao cheque especial ou a contrair uma dívida. Fique atento se hoje 50% ou mais da sua fatura do cartão está sendo usado por parcelas dos meses anteriores.

2 – Comprar com o cartão algo que você nunca compraria à vista

Essa cena é muito comum: você vai a uma loja de roupas e gosta muito de uma peça bastante cara, por exemplo, uma jaqueta que custa R$ 1.000. Você jamais compraria essa roupa à vista, porém, quando percebe que pode parcelar essa compra em dez vezes de R$ 100, começar a acreditar que esse valor não fica tão pesado no orçamento mensal e acaba comprando a peça.

Parcelar muitas vezes traz a ilusão de que o impacto vai ser muito menor do que ele realmente é. O valor final não altera, e a dívida vai se arrastar por meses. Tem que ficar atento para não comprar no cartão o que você não compraria à vista.

3 – Solicitar um cartão de crédito novo quando já se tem dívidas no antigo

Muitas pessoas, quando ficam sem limite disponível no cartão de crédito, acabam solicitando um novo cartão para poder continuar gastando. Se você não está conseguindo controlar a fatura de um, não pode nem pensar em ter dois cartões.

É bem fácil os problemas crescerem tanto que, em pouco tempo, o outro cartão também já está sem limites disponíveis, e a dívida está enorme.

Se você está pensando em pedir um novo cartão apenas para ter um limite maior para poder gastar mais, tome muito cuidado, pois essa atitude vai deixá-lo endividado rapidinho.

4 – Pagar o mínimo da fatura

Se você só tem dinheiro para pagar o mínimo da fatura do cartão, significa que algo das suas finanças saiu errado. Pode ser que ocorreu algum motivo para você gastar a mais em um mês ou que está levando um padrão de vida mais alto do que pode bancar.

De qualquer forma, tem que dar um jeito agora mesmo na situação, porque no próximo mês as coisas só vão piorar, e a fatura não paga de hoje vai vir muito mais cara no mês que vem. Vai ser o valor não pago do mês anterior com acréscimo de juros sobre esse valor, mais a fatura do mês atual.

Se você sabe que a fatura está pesando muito o seu orçamento, então repense seus gastos e pare, pelo menos por uns meses, de fazer novas compras no cartão. Pagar o mínimo da fatura é o último passo antes das dívidas.

5 – Usar o cheque especial para pagar a fatura do cartão

Tão grave quanto pagar o mínimo é usar o cheque especial para pagar a fatura do seu cartão. O cheque especial e o rotativo do cartão são donos dos juros mais altos do mundo, passando tranquilamente de 10% ao mês. Quando você usa o cheque especial para pagar a fatura, está trocando seis por meia dúzia.

Se hoje você depende de usar o cheque especial para pagar algumas contas, as suas finanças estão em estado crítico, e os seus hábitos devem ser mudados imediatamente.

FONTE: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website