Tem tanta fogueira…

“Tem tanta fogueira, tem tanto balão…”, nem tanto. Mas, tem o sorriso estampado no rosto dos agricultores com a fartura de milho. Sorriso que também ficou evidenciado na economista Suerda Soares, hoje (21), em entrevista ao RN1, jornal da Intertv, afiliada da Rede Globo, aqui em nosso estado.

Segundo a economista Conselheira do Corecon-RN, professora da UFRN, Suerda Soares, dirigente da na Central de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Cecafes), os produtores de milho que estão distribuídos em 14 barracas na Feira do Milho, ocupando parte do estacionamento da Ceasa, na esquina das avenidas Jaguarari e Capitão-mor Gouveia, vizinho à Ceasa, no bairro Lagoa Nova estão rindo à toa, pois até 15 de julho, data do encerramento da Feira, irão vender aproximadamente 40 mil espigas de milho cada um, isto é, são quase 6 milhões de espigas de milho, que sairão da Feira do Milho diretamente para mesa do consumidor.

Com já havia sido previsto, a depender da demanda a data da Feira poderia ser alongada, o que de fato, terminou por ocorrer. Ainda de acordo com a economista Suerda, são 14 comerciantes, vendendo suas produções de milho vindas dos municípios de Macaíba, Ceará-Mirim, Pedro Velho, Assu, Ipanguaçu, Touros, Carnaubais, São José de Mipibu e Nísia Floresta, que este ano, devido a boa estação chuvosa, permitiu uma grande safra, em termos de quantidade e qualidade do milho colhido, contribuindo para atender a demanda e consequentemente, também responsável, pelo prolongamento da Feira até 15 de julho.

Este ano não vai faltar milho na mesa dos consumidores e os produtores terão um dinheirinho a mais no bolso. Os preços e horários continuam nos mesmos patamares: das 6h às 20h, o horário pode ir até às 22h. O preço da mão de milho (50 espigas) pode variar de R$ 15, R$ 20 a R$ 25.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website