Vice-Presidente do Corecon-RN, fala sobre queda de juros

Como havia previsto o economista Ricardo Valério, Vice-Presidente do Corecon-RN, em seu comentário, diário no Jornal da 96, com o jornalista Diógenes Dantas, que o BC iria reduzir a taxa de juro em 0,5% a.a., foi o que acabou acontecendo, a Selic está em 6%. Isto deverá levar algum tempo, em curto prazo, para que seus efeitos sejam efetivamente sentidos e estimulado no consumo, passando a ter uma ação mais concreta na economia, mas diretamente nas instituições financeiras, o que levaria a baixar suas taxas para o consumidor final.

Porém, a baixa da Selic produziu na Caixa Econômica, efeito instantâneo que baixo suas taxas de juros em suas principais linhas de créditos, já beneficiando diretamente estes tomadores de dinheiros, o que levará as outras instituições trilharem o mesmo caminho, atrelada as outras medidas do Governo Central, seriam vetores de uma reação impulsionando o país a sair desta paralisia econômica.

Não dúvidas que a ação da Caixa é um sinal que outros bancos públicos, trilhem o mesmo caminho e anunciem redução das taxas de juros em seus serviços.Logo após o resultado do Copom, o Banco do Brasil também reduziu os juros para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário. As novas taxas entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (5). Com o anúncio do BB, as taxas mínimas do financiamento imobiliário para pessoa física passarão de 8,49% para 8,29% ao ano, nas linhas para aquisição de imóveis por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

“Havia uma expectativa no meio econômico para essa queda da taxa Selic, pois, não existia e nem existe, nada que justificasse mantê-la no patamar em que estava com uma inflação baixa, levando em consideração que estamos atravessando uma crise financeira acentuada, sem investimentos de toda ordem, tanto do setor privado como do estatal. Esse dinheiro, agora, mais barato, pode e deve estimular o setor produtivo ao investimento e produzir gerando emprego e consequentemente, fomentar um impulso na economia”, expressou Ricardo Valério, vice-Presidente do Corecon-RN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website