Corecon-RN-Observatório Covid-19: Em janeiro 47 municípios e em março 22, tiveram o FPM zerado.

Ainda relativo a entrevista, do Presidente do Coreco-RN, Ricardo Valério, concedida a Intertv/Globo, ressaltando as consequências da queda do FPM, trazendo riscos de atrasos de salários e pagamentos dos fornecedores dos municípios. 

Ricardo, chama atenção sobre o FPM, que representa mais de 90% das receitas da maioria dos municípios do RN, e somente com a compensação financeira sinalizada pelo Governo Federal, podem trazer um reequilíbrio para as finanças do municípios e também dos Estados, notadamente na regiões Norte e Nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website