Boletim do NEAC – Nu ́mero 9 Movimento aeroportuário e tarifas médias no Aeroporto de Natal (2015 a 2020)1

A pandemia da Covid-19 afetou a circulação de pessoas e provocou o fechamento de fronteiras e aeroportos em diversos países e, consequentemente, exerceu impacto direto sobre a demanda pelos servi ̧cos de transporte. Dentro desse contexto, o setor aéreo foi fortemente afetado pela crise causada pelo vírus.

Para avaliar o impacto da atual crise no Aeroporto Internacional de Natal – Governador Aluízio Alves (SBSG) ao longo do ano 2020, o NEAC pretende, em boletins futuros, monitorar o movimento aeroportuário e das tarifas médias, a partir dos dados disponibilizados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Potencialmente, esse acompanhamento poderá ser utilizado para entender os reflexos da pandemia no setor de turismo potiguar, uma vez que parte dos turistas utiliza o modal aéreo para se destinar ao estado. Essa análise se justifica porque o turismo é uma atividade com grande expressividade na economia do estado, sobretudo, nas cidades litorâneas.

Devido à indisponibilidade de dados para o mês de Mar ̧co de 2020, o presente boletim fará uma caracterização do aeroporto SBSG entre janeiro de 2015 e fevereiro de 2020. Nesse período, circularam aproximadamente 12,5 milho ̃es de passageiros em 93 mil voos, sendo 96% deles viagens nacionais. O tráfego aéreo foi mais intenso em 2015 e, provavelmente, devido à crise econômica brasileira iniciada logo em seguida, a circulação de pessoas e aeronaves foi menor a partir de então.

As figuras 1 e 2 ilustram o comportamento sazonal2 de passageiros e voos no período analisado. Em todos os anos, o maior fluxo de viajantes coincide com os meses de férias escolares, com destaque para o mês de janeiro. No sentido oposto, os meses de maio, junho e setembro apresentaram a

1Esse boletim contou com a colaboração do aluno do curso de Ciências Econômicas da UFRN, Augusto César de Freitas Gurgel, sob orientação da Profa. Júlia Rocha Araújo, do Departamento de Economia da UFRN e pesquisadora do NEAC.

Texto completo em PDF Boletim NEAC n.9

Mais informações https://gruposdepesquisa.ccsa.ufrn.br/NEAC/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website