Despesa do Estado com pagamento de pensionista e aposentado sobe 40%.

O Presidente do Corecon-RN, Ricardo Valério, fala das perdas de arrecadações superiores há um bilhão projetadas para 2020, um outro número que chama a atenção do economista, que torce pelo equilíbrio fiscal do RN e preocupa sobre maneira, é o elevado percentual de comprometimento das Receitas Correntes líquidas-RCL com o pagamento dos salários de servidores da ordem de 61%, ou seja 12% acima do limite prudencial, embora isto já venha de governos anteriores e não seja um privilégio do RN.

É verdade que o crescimento vegetativo da folha no Governo da professora Fatima Bezerra tenha sido discreto pelo controle rígido que foi implementado, temos que considerar até positivo, pois não foi explosivo como vinha ocorrendo em governos anteriores.

Mas, uma preocupação enorme mesmo, na visão do nosso Conselho de Economia, foi o salto de crescimento das despesas que o governo complementa todos os meses para cobrir o pagamento de aposentados e pensionistas, que cresceram cerca de 40%, uma média mensal que saltou de R$ 130 para R$ 177 milhões nos quatro primeiros meses, de janeiro a abril de 2020, uma conta que não fecha e que trará efeitos explosivos, em cima de um orçamento comprimido pela queda das arrecadações, fruto da crise da Pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website