Mês do Economista Cidadão: Eduardo Suplicy participa de live sobre renda básica para promoção da inclusão social

Considerando as comemorações pela Independência do Brasil, em setembro, o Cofecon realizará o projeto “Mês do Economista Cidadão”. Durante o período, a autarquia promoverá debates com economistas e a sociedade de uma forma geral para discutir temas relacionados à inclusão social e redução das desigualdades, abordando a importância de políticas sociais, do terceiro setor e de vertentes como a economia solidária.

No dia 21 de setembro, às 17h, o economista Eduardo Suplicy, vereador da cidade de São Paulo, participará de bate-papo sobre “Renda básica para promoção da inclusão social”, com os economistas Denise Kassama, vice-presidente do Cofecon, e Fernando de Aquino, conselheiro coordenador da Comissão de Política Econômica da autarquia.

A live será transmitida no canal do Cofecon no Youtube – Acesse em www.youtube.com/c/Cofecon

Sobre Eduardo Suplicy

Eduardo Matarazzo Suplicy, economista, administrador de empresas e professor universitário, nasceu em São Paulo no dia 21 de junho de 1941. É um dos políticos mais conhecidos do Brasil por seus 40 anos de vida pública e por ter atuado em diversas instâncias do Parlamento: foi deputado estadual, senador por três legislaturas e vereador duas vezes da cidade de São Paulo.

Formou-se em administração de empresas pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), fez mestrado em economia na Michigan State University, nos Estados Unidos. Nos anos 1970, voltou para mais um período de estudos e pesquisas para o doutorado, em Michigan e Stanford, Califórnia.

Suplicy nunca abandonou sua vida acadêmica nem o estudo dos temas ligados à desigualdade social. É autor de 14 livros, entre os quais destacam-se “Compromisso” (1978, Brasilense); “Efeitos das Minidesvalorizações na Economia Brasileira” (1979, Fundação Getúlio Vargas); “Renda de Cidadania: A Saída é pela Porta” (2001, Cortez Editora) e “Um Notável Aprendizado: a busca da verdade e da justiça – do boxe ao senado” (2007, Futura).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website