PRESIDENTE CORECON ANALISA O PACOTE DE MEDIDAS DO GOVERNO LANÇADO NO CRESCE RN +.

Em solenidade, presente o Presidente do Corecon-RN, Ricardo Valério, classificou e destacou que o conjunto de medidas e incentivos fiscais, entre outras ações do Programa do Governo do Estado denominado de Cresce + RN, anunciado pela governadora Fátima Bezerra e seus secretários da área econômica, agricultura, turismo e tributação como de grande impacto à recuperação da economia do estado.

São medidas concretas que podem contribuir para criar um ambiente favorável para a economia norte-rio-grandense, tendo em vista que muitas delas, darão um fôlego maior às empresas, notadamente a do novo Refis, com descontos atrativos de juros e multas, de ICMS e IPVA, além de prazos de até 60 meses para pagamento dos débitos fiscais. 

O presidente ressalta ainda, que fora mantido a redução do QVA para atrair as empresas aéreas, que já começa a dar resultados pois nossa malha já será restabelecida em mais de 63%, do que tínhamos antes da Pandemia. 

Para o turismo, se destaca assertividade da manutenção dos incentivos de redução do ICMS sobre a energia,oferecendo uma enorme economia para a rede hoteleira.

Já para o setor têxtil potiguar,  a atividade passou para classificação de referencial a economia, o que teve a reação imediata do empresário Flavio Rocha, do Grupo Guararapes e Riachuelo, anunciando abertura, já para agora, em outubro, cerca de 1.369 empregos diretos. 

Igualmente será mantido a renovação dos incentivos fiscais ao sal marinho, que o nosso RN é o maior produtor nacional e para melhorar a infraestrutura três grandes notícias com o anúncio de um novo Porto para o RN, finalização do terminal pesqueiro e os incentivos para instalação de uma unidade de leite em pó, para regular o mercado do leite no período da safras. 

Na área da agricultura, o presidente Ricardo Valério, destaca principalmente, a divulgação do maior programa de abertura e instalação de 700 novos poços submersos, que vão reforçar a estrutura hídrica do estado, que a partir de 202, poderá ter as águas da barragem de Oiticica e as águas do São Francisco abrindo novas fronteiras agrícolas, inclusive de milho e soja.

O presidente do Conselho Ricardo Valério, parabenizando ao Governo pela iniciativa, mas cobra que elas sejam implementadas com rapidez, para aumentar o grau de confiança do empresariado e a geração de mais empregos para o RN.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website