Fiern lança o Mais RN Digital

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte lança, nesta quarta-feira (14/10), o MAIS RN Digital e o Observatório da Indústria. O lançamento será transmitido, ao vivo, às 10h, pelo Microsoft Teams.

Nesta nova edição, o programa busca impulsionar o protagonismo do empresário no processo de desenvolvimento do estado, atuando junto com entes públicos e academia a fim de dar apoio às empresas aqui instaladas, identificar novas oportunidades nas cadeias produtivas existentes, realizar vocações econômicas do estado, além de fortalecer e evitar a saída de empresas do Rio Grande do Norte e atrair novos investimentos.

Para participar do lançamento em tempo real, acesse o link: https://bit.ly/3iIqIcH

A nova plataforma MAIS RN Digital abrange as edições do MAIS RN 2015-2035 e o MAIS RN 2018-2022 Agenda Urgente, sistematizados em painéis de fácil operacionalização; o Observatório da Indústria, que funcionará como um HUB de dados multidisciplinares sobre a economia e o desenvolvimento do Rio Grande do Norte; além dos Painéis Temáticos por setor da economia, como o Painel do Petróleo e Gás; Painel da Economia e Mercado.

E também lança as bases para o “MAIS RN EM AÇÃO” – um conjunto de salas de situação sobre Pesca, Petróleo e gás, Energias renováveis, Mineração, Inovação e demais cadeias produtivas.

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, destaca que o projeto tem, nesta nova etapa, o objetivo de colocar o empresário no centro das discussões para as tomadas de decisões referentes ao crescimento econômico do estado.

“O empresário é quem dá a sustentação, gera receita, paga imposto, gera emprego, movimenta riqueza, agrega valor, realiza os potenciais, empreende, gera oportunidade e faz desenvolver o Estado”, frisa.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a FIERN teve uma forte atuação na construção de soluções por meio do MAIS RN, com o lançamento do o MAIS RN 4.0 Covid -19, em 31 de março, já durante o período de isolamento social.

O MAIS RN 4.0 Covid -19 traz o Painel de Observação da Covid-19 no RN, que inovou com o levantamento de dados e uma apresentação dinâmica em dashboards e a criação da chamada Sala de Situação, uma canal de diálogo com os empresários da indústria potiguar que facilitou o acesso a informações e o debate sobre ações estratégias para enfrentar a crise. A FIERN também atuou, em parceria com outras federações, na elaboração do Plano de Retomada Gradual da Economia do RN, que foi adotado pelo governo do estado.

“O MAIS RN deixou de ser um plano da FIERN para ser de toda a sociedade, não de um Governo, mas de toda sociedade potiguar que conta com um plano para o desenvolvimento estratégico do Rio Grande do Norte”, acrescenta o presidente Amaro Sales.

O coordenador do MAIS RN José Bezerra Marinho explica que o MAIS RN Digital busca criar um ambiente de negócios favorável e atrativo. “O MAIS RN Digital tem o propósito de servir ao desenvolvimento do Rio Grande do Norte, aproximando as empresas fornecedoras de empresas compradoras de seus produtos e serviços. Estudar as cadeias produtivas e mapear as oportunidades, para preencher as cadeias com empresas locais ou atrair investidores”, disse.

Considerado o principal plano de desenvolvimento estratégico do Rio Grande do Norte de longo prazo, o MAIS RN ganhou a versão digital, de fácil navegação com forte apelo à interatividade. Uma ferramenta com acervo teórico formado ao longo dos seis anos do MAIS RN (edições, mapas, infográficos), que auxilia empresários, gestores públicos, políticos e estudiosos.

MAIS RN

Idealizado e coordenado pela FIERN e contando com a participação de inúmeros parceiros, o MAIS RN é o mais abrangente estudo já realizado sobre os caminhos do desenvolvimento socioeconômico do Rio Grande do Norte. Partindo de um criterioso diagnóstico, o estudo aponta cenários desejados e ameaças futuras, pontos críticos de atenção, atuais e potenciais.

O documento, elaborado em 2014, trazia 147 ações, sendo 37 prioritárias não áreas de ambiente de negócios competitivo, infraestrutura e logística, serviços públicos e eficientes e capital humano. O estudo foi atualizado em 2018, com a agenda potiguar 2019-2022, que apontam 40 ações prioritárias com ênfase no equilíbrio fiscal, educação, saúde e segurança.

No ano passado, promoveu o Fórum “O Mais RN e o Desenvolvimento Municipal”.

Este ano, em março, em meio a pandemia da Covid-19, o MAIS RN ganhou uma versão digital e uma nova missão de monitorar a evolução dos casos no estado e auxiliar o diálogo com a indústria e a articulação com governo e comunidade científica para buscar saídas para a crise. E lançou o Mais RN 4.0 Covid-19 – Painel de Observação do Covid-19 no Rio Grande do Norte e Sala de Situação. E, agora, inova com o MAIS RN Digital e o Observatório da Indústria.

Fonte:Assssoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website