Concurso de Resenhas Cofecon/ANGE homenageia a obra de Celso Furtado. Inscrições abertas!

O economista Celso Furtado completaria 100 anos em 2020. Uma das iniciativas realizadas pelo Cofecon neste ano para homenagear sua memória e as contribuições para a Ciência Econômica é o Concurso de Resenhas, realizado em parceria com a Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Ciências Econômicas (ANGE), sobre o livro “Formação Econômica do Brasil”. As inscrições já estão abertas e seguem até o dia 2 de outubro. A iniciativa é voltada exclusivamente a estudantes de graduação em Ciências Econômicas. Leia Mais

Curso Perícia judicial Online

Aproveite já a chance de ingressar na atividade de perito judicial. O mercado de perícias oferece grandes oportunidades para os profissionais da área da economia.

– Tenha acesso a uma nova fonte de renda

– Ingresse no mercado logo após o curso

– Ganhe Suporte Técnico de 1 ano, após o curso, com o professor

– Ganhe perfil no Cadastro Nacional de Peritos

– Aprenda com Rui Juliano, perito judicial há 35 anos e autor do Livro Manual de Perícias.

Registrados no CORECON-RN recebem 10% de desconto no curso!

Para maiores informações, acesse:

https://www.manualdepericias.com.br/cursos/cursos-a-distancia/

Conheça a fanpage da Rui Juliano-Perícias: https://www.facebook.com/ruijulianopericias/

PROPOSTA DE CRONOGRAMA PARA ABERTURA GRADUAL

Conforme parecer do comitê científico, a abertura mais adequada será aquela em: 3 fases.

Com 14 dias entres as respectivas fases, totalizando uma transição de: 35 dias de aberturas graduais e fracionadas

Para cada “Fase” de abertura, está previsto um bloco de atividades a serem progressivamente liberadas.

O objetivo é que sejam liberadas inicialmente:
1. Aquelas atividades que economicamente se encontram em situação mais crítica; 2. Atividade com maior capacidade de controle de protocolos e gerem pouca aglomeração Leia Mais

Corecon-RN-Observatório Covid -19: O RN cada vez mais líder no ranking na geração de energia eólica no Brasil

O Presidente do Corecon-RN, Ricardo Valerio, aborda no comentário de hoje para o Observatório Covid-19, que o RN lidera com folga o ranking dos Estados produtores de energia eólica, estando muito a frente da Bahia, Ceará, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Sul, segundo pesquisas divulgadas pelo INFOMERCADO.
O Estado tem atualmente 156 Usinas em operações, 06 em construção, 12 projetos vencedores de leilão, afora 56 projetos contratados, mas sem Construções ainda iniciadas.
Nos últimos anos dez anos , os projetos de energia eólica, atraiu investimentos de mais de 15 Bilhões de reais, sendo iniciadas as primeiras articulações no Governo de Wilma de Faria, tendo o secretário de energia do seu governo , como a liderança que conduziu a atratividade dos primeiros inviatidores, pela grande expertise do atual senador Jean Paul Prates nas questões de energias renováveis.
O nossa visão, o RN deveria usar o enorme potencial de energia renovável e limpa das eólicas e da solar, além do gás e petróleo, para atrair novos investimentos para o RGN, já que o Estado é responsável por cerca de 1/3 da geração de energia eólica do Brasil, assim a forças do ventos do RN, poderá ser um fator para impulsionar a retomada da economia Potiguar.

Corecon-RN-Observatório Covid -19: Presidente do Corecon-RN defende Auxílio Emergencial por mais 4 meses

Ricardo Valério, Presidente do Corecon-RN, faz uma avaliação dos números devastadores da Covid-19 divulgados nesta quarta-feira passada, pelo IBGE, no qual expressam que 172 mil potiguares que praticamente não tiveram renda no mês de maio, número que representa 14% da população norteriograndense economicamente ativa. Outro dado preocupante observado pelo Presidente do Corecon-RN, foi que 420 mil potiguares não procuraram emprego no mês de maio ou por falta de oportunidade ou porque estavam em isolamento social. Este cenário mostra a importância do Auxílio Emergencial, pois a mesma pesquisa demonstra que 50% dos lares potiguares pelo menos uma pessoa foi contemplada com o Auxílio: “Daí a importância de continuarmos defendendo do Auxílio Emergencial permanecer por mais quatro meses”, expressa Ricardo.

Curso on-line PERÍCIA JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E ARBITRAL

 

 

Curso on-line por videoconferência*

PERÍCIA JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E ARBITRAL

32 horas-aula em 8 módulos de 4 horas
Sábados 11, 18 e 25/07; 01, 08, 15, 22 e 29/08/2020
08h30/12h30

 

OBJETIVO: Oferecer informações essenciais ao desempenho das atribuições de Perito do Juízo, Perito Arbitral e Perito Assistente Técnico, em procedimentos judiciais, extrajudiciais e arbitrais.

PÚBLICO-ALVO: Graduados e graduandos em Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Administração e cursos correlatos interessados em conhecer e atuar na área pericial ou atualizar e aperfeiçoar seus conhecimentos, habilidades e atitudes.

METODOLOGIA: Exposição dialogada, subsídios teóricos e exemplos práticos, complementados por vasta gama de documentos digitais e indicação de bibliografia complementar. Leia Mais

Corecon-RN-Observatório Covid -19: Enquanto o Dólar e a Bolsa oscilam o nosso PIB somente aumenta a queda.

Após 3 dias consecutivos de queda do Dólar, nesta quarta e quinta ele voltou a subir, sendo uma forte oscilação no dia 24 e ontem ficou mais estável, graças as intervenções do Banco Central. Já a bolsa de valores continua no sobe e descer, tendo em vista que o mercado está extremamente nervoso e sensível a qualquer noticais da segunda onda da pandemia no Mundo. Mas pelo visto a Bolsa de valores vai continua vulnerável e longe dos rendimentos sustentável de 2019. Por outro lado o FMI, divulgou notícias negativas para o nosso Brasil , com novas estimativas para a queda do nosso PIB , agora de 9,1% , o que será um enorme tombo para a economia nacional , que levará uns dois a três anos para ser recuperar das enorme queda projetada para 2020, embora o mesmo FMI sinaliza um aumento para 2021 dos 2,9% para 3,6%.

A GRANDE SECA E AS FONTES DE OCUPAÇÃO E RENDA DAS FAMÍLIAS RURAIS NO NORDESTE DO BRASIL (2011-2015)

Joacir Rufino de Aquino, Carlos Alves do Nascimento

Resumo

O objetivo deste artigo é identificar e analisar as principais fontes de ocupação e renda das famílias rurais no Nordeste do Brasil durante a Grande Seca que atingiu a região entre 2012 e 2015. Para tanto, utiliza-se os microdados da PNAD, do IBGE. Em linhas gerais, o trabalho mostra que apesar da crise das atividades agropecuárias provocada pela maior seca da história nordestina nos últimos 100 anos, não se verificou um esvaziamento das áreas rurais da região como em décadas passadas. Isso porque tal crise foi compensada, em parte, pelo acesso da população do campo à ocupações e rendas não agrícolas. Leia Mais

Estados em Pauta: Para secretário do RN, governos terão de assumir parte do rombo da pandemia

page1image3828416

Por Nicholas Shores

São Paulo, 19/06/2020 – Mesmo que a compensação da perda de receitas dos Estados pelo socorro financeiro da União seja prorrogada, os governos regionais terão de assumir uma parte do rombo nas finanças provocado pela pandemia do novo coronavírus. A avaliação, ao Broadcast Político, é do secretário de Finanças e Planejamento do Rio Grande do Norte, Aldemir Freire. Leia Mais