NOTA OFICIAL – CORECON/RN

CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE

O Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN, atento e avaliando o preocupante estado de calamidade financeira do Estado do Rio Grande do Norte, a exemplo da maioria dos estados brasileiros, conclama o Governo do Estado para liderar um “Amplo entendimento pela Governabilidade do Estado do RN”.

Entendemos ser urgente que o Executivo convoque os demais poderes constituídos do Estado, além das Federações Empresariais, entidades representativas dos Servidores Públicos, Conselho de Economia, Ordem dos Advogados do Rio Grande do Norte (OAB RN), entre outras instituições, para unir esforços e as inteligências da sociedade civil organizada, na busca de um pacto.

Leia Mais

NOTA OFICIAL: PARA ALÉM DA PEC 241/2016

O Cofecon apoia a correção da geração de déficits persistentes e excessivos ocorrida no Brasil em período recente, mas o chamado “Novo Regime Fiscal”, proposto pela PEC 241/2016, pode trazer consequências desfavoráveis, passíveis de serem evitadas, ainda que deva favorecer a retomada da atividade econômica num primeiro momento.

A avaliação dos impactos da PEC 241 deve ser feita à luz de certas características da economia brasileira, onde: (i) a estrutura tributária é regressiva, ou seja, penaliza mais os mais pobres porque em nosso modelo prevalecem impostos sobre produção e consumo em detrimento dos impostos sobre renda e patrimônio; (ii) as despesas com juros da dívida pública são elevadíssimas, respondendo por cerca de 9% do PIB ao ano, algo sem comparação no mundo atualmente; (iii) a população idosa vai crescer de forma acelerada nos próximos anos, o que exigirá gastos bem maiores em benefícios previdenciários e assistenciais e em saúde; (iv) os investimentos públicos são irrisórios, inferiores a 1% do PIB, embora fundamentais para melhorar nossa infraestrutura e atrair outros investimentos. Leia Mais

Outubro Rosa

Parceria

O CORECON-RN,  em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Natal, participa da Campanha Outubro Rosa e contribui com a divulgação dos serviços e locais de atendimento ao exame de mamografia que são oferecidos gratuitamente à sociedade.

Vote SIM para regulamentação do exercício da profissão de Economista

Vote Sim PLS 658/2007

Para atualizar e regulamentar o exercício da profissão de Economista encontra-se no site do Senado Federal a Consulta Pública para recebimento de opiniões dos cidadãos, com fulcro na Resolução nº 26/2013, que estabelece o mecanismo de participação popular na tramitação das proposições legislativas no Senado.

O PLS 658/2007, que altera a Lei de nº 1.411, de 13 de agosto de 1951, para atualizar a regulamentação do exercício da profissão de Economista é da relatoria do Senador Romero Jucá Filho.

 

Seu voto é muito importante!

Acesse:

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/principalmateria?palavraChave=PLS+658%2F2007

 

 

 

Prêmio Nobel de Economia

Oliver Hart e Bengt Holmström, Prêmio Nobel de Economia 2016

O Banco da Suécia concede a eles o prêmio de maior prestígio das ciências econômicas por sua contribuição para as ‘Teorias dos Contratos’

ANTONIO MAQUEDA

Madri

O Banco da Suécia concedeu o prêmio Nobel de Economia 2016 a Oliver Hart e Bengt Holmström, por sua contribuição à Teoria dos Contratos, que analisa os comportamentos da contratação no mundo empresarial e seus diversos efeitos. Por exemplo, estuda se os professores e funcionários de prisões devem ter remunerações fixas ou variáveis. E desenvolve teorias sobre como estabelecer a remuneração dos diretores de uma empresa (e seus salários variáveis ou bônus) de forma que os acionistas sejam beneficiados e se crie um maior valor em médio e longo prazo.

Holmström, de 67 anos, nasceu em Helsinki (Finlândia) e é professor da Universidade de Harvard. Hart, de 68 anos, nasceu em Londres (Reino Unido) e é professor do Massachusetts Institute of Technology. A Academia afirmou que a decisão de premiar os dois economistas responde a “sua contribuição para a teoria dos contratos”, destacando a importância das ferramentas teóricas criadas pelos dois para compreender o efeito real dos acordos trabalhistas, as remunerações das empresas e instituições e os riscos potenciais no desenho dos contratos.

Leia Mais

 Curso de Mediação e Arbitragem chega a Mossoró nesta semana

Parceria entre Conselho Regional de Economia – CORECON-RN e Câmara de Mediação e Arbitragem – CMA/RN leva curso prático de Mediação, Conciliação e Arbitragem a Mossoró-RN nesta quinta e sexta, dias 22 e 23 de setembro. O intuito é capacitar profissionais para exercer função de mediador extrajudicial e interceder conflitos considerados direitos disponíveis nos termos da Lei nº 9.307/96, alterada pela Lei nº 13.129/15 e Lei nº 13.140/15.
Leia Mais

Artigo – A crise ambiental no Vale do Açu e os desafios dos novos prefeitos

A microrregião do Vale do Açu é reconhecida no contexto potiguar e nordestino por suas riquezas naturais abundantes. Os municípios que compõem sua base geográfica – Alto do Rodrigues, Assú, Carnaubais, Ipanguaçu, Itajá, Jucurutu, Pendências, Porto do Mangue e São Rafael – reúnem importantes vantagens comparativas. Isso porque eles detêm as maiores reservas de água doce do Rio Grande do Norte (RN), solos férteis de ótima qualidade, além de um estoque de minerais diversificado ainda pouco explorado.

As pesquisas acadêmicas disponíveis indicam que, a partir dos anos 1980, os nove municípios referenciados vivenciaram uma grande transformação produtiva provocada, entre outros fatores, pela construção da gigantesca Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, pela instalação da PETROBRAS e da fruticultura irrigada, bem como pelo avanço da indústria ceramista e da urbanização das cidades locais. Leia Mais

SINCE transforma Natal na Capital dos Economistas

O XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia, realizado em Natal, foi um sucesso de público e organização. A capital potiguar se tornou a capital dos economistas durante os três dias de evento, com a participação de profissionais de todo o Brasil. Mais de 300 economistas que se reuniram de 31 de agosto a 2 de setembro no Hotel Praiamar Natal Hotel & Convention. No sábado, 3 de setembro, ocorreram a Plenária Ampliada, com participação dos presidentes dos Conselhos Regionais de Economia, e a Plenária do Cofecon, com a presença dos conselheiros federais.

Após dois dias de intensas discussões, os três grupos de trabalho apresentaram na Plenária as propostas que foram discutidas e avaliadas pelos delegados dos Conselhos Regionais de Economia, um total de 141 pessoas cadastradas nesta edição do Simpósio. Na Plenária de Encerramento, onde ocorreram as deliberações, a mesa diretiva foi composta pelo presidente do Cofecon, Júlio Miragaya; o presidente do CORECON-RN e organizador do XXV SINCE, Ricardo Valério Costa Menezes; o relator geral do SINCE, o conselheiro federal Antônio Melki Júnior; e pelo secretário do SINCE, o conselheiro federal Nei Jorge Correia Cardim.

Carta do SINCE 2016 sobre conjuntura política e econômica do país

Carta do XXV SINCE foi aprovada na Plenária Final do evento, pelos delegados dos Conselhos Regionais presentes. Segue, abaixo, o documento na íntegra

Diante do grave momento político vivido pelo País, os economistas brasileiros reunidos em Natal, no XXV Simpósio das Entidades de Economistas – SINCE, de 31 de agosto a 2 de setembro, dividem-se na sua avaliação sobre os aspectos políticos do processo de afastamento da Presidente da República, mas o Sistema Cofecon/Corecon’s, representativo dos 230 mil economistas do País, concentra suas atenções nos desdobramentos econômicos e sociais da mudança de governo.

O Brasil precisa retomar o quanto antes o crescimento econômico, mas não a qualquer preço, e sim preservando a inclusão social e avançando na distribuição social e espacial da renda. Leia Mais

Evento de economia chega ao último dia de atividades na capital potiguar

Simpósio reuniu mais de 300 pessoas e promoveu palestras, painéis, grupos de trabalho e competições

Com ações e espaços voltados para estudantes e profissionais da área de economia, o XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia – SINCE, dando continuidade à programação, realizou na sexta-feira (02), no Praiamar Natal Hotel & Convention, o painel “Mulher Economista”, a final da Gincana Nacional de Economia e a conclusão dos Grupos de Trabalhos.

O SINCE, evento promovido pelo Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – Corecon/RN em parceria com o Conselho Federal de Economia –  Cofecon, desembarcou na capital potiguar desde o último dia 31 com o tema central “Desafios da Economia Brasileira”. Na cerimônia de abertura, mais de 300 pessoas.

Leia Mais