SINCE transforma Natal na Capital dos Economistas

O XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia, realizado em Natal, foi um sucesso de público e organização. A capital potiguar se tornou a capital dos economistas durante os três dias de evento, com a participação de profissionais de todo o Brasil. Mais de 300 economistas que se reuniram de 31 de agosto a 2 de setembro no Hotel Praiamar Natal Hotel & Convention. No sábado, 3 de setembro, ocorreram a Plenária Ampliada, com participação dos presidentes dos Conselhos Regionais de Economia, e a Plenária do Cofecon, com a presença dos conselheiros federais.

Após dois dias de intensas discussões, os três grupos de trabalho apresentaram na Plenária as propostas que foram discutidas e avaliadas pelos delegados dos Conselhos Regionais de Economia, um total de 141 pessoas cadastradas nesta edição do Simpósio. Na Plenária de Encerramento, onde ocorreram as deliberações, a mesa diretiva foi composta pelo presidente do Cofecon, Júlio Miragaya; o presidente do CORECON-RN e organizador do XXV SINCE, Ricardo Valério Costa Menezes; o relator geral do SINCE, o conselheiro federal Antônio Melki Júnior; e pelo secretário do SINCE, o conselheiro federal Nei Jorge Correia Cardim.

Carta do SINCE 2016 sobre conjuntura política e econômica do país

Carta do XXV SINCE foi aprovada na Plenária Final do evento, pelos delegados dos Conselhos Regionais presentes. Segue, abaixo, o documento na íntegra

Diante do grave momento político vivido pelo País, os economistas brasileiros reunidos em Natal, no XXV Simpósio das Entidades de Economistas – SINCE, de 31 de agosto a 2 de setembro, dividem-se na sua avaliação sobre os aspectos políticos do processo de afastamento da Presidente da República, mas o Sistema Cofecon/Corecon’s, representativo dos 230 mil economistas do País, concentra suas atenções nos desdobramentos econômicos e sociais da mudança de governo.

O Brasil precisa retomar o quanto antes o crescimento econômico, mas não a qualquer preço, e sim preservando a inclusão social e avançando na distribuição social e espacial da renda. Leia Mais

Evento de economia chega ao último dia de atividades na capital potiguar

Simpósio reuniu mais de 300 pessoas e promoveu palestras, painéis, grupos de trabalho e competições

Com ações e espaços voltados para estudantes e profissionais da área de economia, o XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia – SINCE, dando continuidade à programação, realizou na sexta-feira (02), no Praiamar Natal Hotel & Convention, o painel “Mulher Economista”, a final da Gincana Nacional de Economia e a conclusão dos Grupos de Trabalhos.

O SINCE, evento promovido pelo Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – Corecon/RN em parceria com o Conselho Federal de Economia –  Cofecon, desembarcou na capital potiguar desde o último dia 31 com o tema central “Desafios da Economia Brasileira”. Na cerimônia de abertura, mais de 300 pessoas.

Leia Mais

Painel reúne mulheres economistas para discutir mercado de trabalho

Muito se questiona sobre o papel da mulher na sociedade, nos lares e nas profissões, mas, e quando essa mulher se aventura em áreas tidas como meio predominante de homens, como se vê?! Essa questão foi levantada e debatida no XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia – SINCE, que vem sendo realizado em Natal-RN desde o último dia 31 de agosto e segue até este sábado (3), no Praiamar Natal Hotel & Convention através do Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN em parceria com o Conselho Federal de Economia – COFECON.

Pela primeira vez na capital potiguar, o evento também trouxe um painel de discussão inédito nesta sexta-feira, 2 de setembro, sobre “A Mulher Economista no Mercado de Trabalho e nas Entidades Profissionais”. Com mesa formada por sete economistas mulheres representando todos as regiões brasileiras estiveram as conselheiras Bianca Lopes (CORECON-RO), como coordenadora, Celina Ramalho (CORECON-SP), Denise Kassama (CORECON-AM), Fabíola Andréa, (CORECON-RN) e as presidentes Simone Magalhães (CORECON-RS), Maria Cristina Araújo (CORECON-DF) e Ana Cláudia Arruda (CORECON-PE). Leia Mais

SINCE: Gincana Nacional de Economia premiará estudantes universitários

A Gincana Nacional de Economia, competição virtual entre universitários, contou com a participação de 30 duplas, com estudantes de todos os estados brasileiros. O jogo está em sua 6ª edição e premiará, ao final do SINCE, as três melhores duplas com cheques de R$ 3,6 mil; R$ 2,4 mil e R$ 1,2 mil. A Gincana é uma iniciativa da Comissão de Educação do Conselho Federal de Economia com o objetivo de preparar os estudantes para o mercado de trabalho e enxergar a Economia de uma forma mais prática. Leia Mais

Palestra Central do Simpósio debate sobre Desafios da Economia Brasileira

Entre os temas: reforma, aposentadoria, idade mínima e soluções

Previdência, reforma, aposentadoria, idade mínima, crise, soluções. Foi com base nesses e em outros temas que teve início o XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia, realizado pelo Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN em parceria com o Conselho Federal de Economia – COFECON. Desde a noite de ontem (31), Natal mudou seu cenário e se transformou na capital brasileira dos economistas e segue assim até sábado (03).

Leia Mais

Cerimônia de abertura do SINCE reuniu 300 pessoas em Natal

Cerca de 300 pessoas prestigiaram a cerimônia de abertura do XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE), realizado em Natal (RN) nesta quarta-feira, 31 de agosto. O evento reúne, bienalmente, economistas para examinar e debater questões relativas à atuação e aperfeiçoamento do Sistema Cofecon/Corecons, bem como a atuação profissional dos economistas. O tema central desta edição é “Desafios da Economia Brasileira” e a programação segue até sexta-feira, 2 de setembro. Leia Mais

Simpósio de economistas discute “Desafios da Economia Brasileira” em Natal

Pela primeira vez na capital, evento reúne economistas de todo país

Natal-RN vai se transformar na Capital Brasileira dos Economistas a partir desta quarta-feira (31) até sábado, 3 de setembro, com a realização do XXV Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia – SINCE, no Praiamar Natal Hotel & Convention para discutir os principais desafios da economia brasileira.

A palestra central aborda a “Previdência e Assistência Social como instrumento para a redução da desigualdade no Brasil”, assunto apresentado pelo economista Milko Matijascic, técnico em Planejamento e Pesquisa no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA); e discutido pelos economistas Roberto Piscitelli (UnB) e Rogério Nagamine Costanzi (IPEA). Leia Mais

Artigo – Vagas para economistas disponível na Austrália do Sul

A profissão do economista é uma das mais abrangentes que existem, contudo, para os profissionais que se graduaram fora dos grandes centros, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, e que não querem seguir a carreira acadêmica nas instituições de ensino em que se formaram é muito difícil conseguir exercer a profissão de economista no quase sempre diminuto mercado de trabalho local.

O mercado de trabalho local sempre molda os cursos de graduação da sua região de modo a formar profissionais com o perfil adequado para atender a demanda local. Nos grandes centros, são as instituições financeiras, as empresas de consultoria e os órgãos da administração pública que fazem esse papel e absorvem posteriormente essa mão de obra qualificada. É lá também que estão as melhores oportunidades de estágio e trainee para o economista. Fora dos grandes centros, o profissional economista geralmente acaba atuando em áreas correlatas a sua, mas não propriamente na atividade de sua formação.

Leia Mais