Salve 1º de maio, Dia do Trabalho!

Em nossa singela homenagem à classe trabalhadora nacional – apesar de não termos muito a comemorar – celebramos a enorme dignidade dos esforços e perseverança da laboriosa força de trabalho dos milhões de brasileiros.

Com a atual realidade, na qual alguns direitos foram suprimidos pela modernização da legislação trabalhista, atingimos a marca de mais de 13 milhões de desempregados, além de uma legião de subempregados e desalentados. Outra situação vergonhosa, infelizmente, é notarmos ainda a existência de trabalho escravo e a exploração infantil em pleno século XXI – inclusive com os aparatos tecnológicos e desenvolvimento que poderiam ajudar a transformar tal realidade. Leia Mais

CORECON e CERNE se unem para auxiliar nas ideias de gestão ao Executivo do RN

Pensando em soluções para combater a desigualdade social, gerar crescimento econômico justo e preservar os recursos naturais em prol de um desenvolvimento sustentável, requer planejamento. E quando duas entidades analisam de forma semelhante, gera parceria. O conceito do Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN e do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia – CERNE são afins e, com isso, se unem para detalhar ideias, projetos e ações viáveis no intuito de sugerir aos candidatos do Poder Executivo norte-riograndense, agora em 2018.

Os respectivos presidentes Ricardo Valério (Corecon) e Jean-Paul Prates (Cerne) assinaram acordo de colaboração no dia 27 de abril durante o II Ciclo de Debates Econômicos, do Grupo de Estudos e Pesquisas em Espaço, Trabalho, Inovação e Sustentabilidade – GEPETIS, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Segundo o documento, um conselho diretor será formado para que a cooperação atue em análises do contexto estadual e na elaboração de ações, projetos e debates relacionados com o futuro socioeconômico do RN. Leia Mais

ATA e Carta Convite – Processo Licitatório para contratação dos serviços contábeis foi declarado DESERTO

Na tarde da terça-feira (20), os integrantes da Comissão de Licitações do CORECON/RN, Conselheiro Francisco de Assis R. da Silva, Presidente, Servidores Augusto de Oliveira Neto e José Dantas de Oliveira Filho, além do suplente, o Conselheiro Marco Frederico Carrera Simões,  dirigiram e julgaram, o processo licitatório 14.846/2018, na modalidade Carta Convite, destinado a selecionar a melhor proposta para contratação dos serviços contábeis. Leia Mais

Declaração ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF

Prezados (a) Economistas,

Comunicamos que prazo para envio da DECLARAÇÃO ao COAF vai até o dia 28 de fevereiro de 2018, para as pessoas físicas e jurídicas devidamente registradas nos Conselhos Regionais de Economia que exercem atividades de Economia e Finanças, de NÃO OCORRÊNCIA de fatos ou suspeições, que demandem comunicação ao COAF, no exercício de 2017, conforme determinação contida nos §3º e 4º, do Artigo 3º, da Resolução COFECON nº 1.902/2013. Tal Resolução é decorrente da LEI nº 9.613/1998, que dispõe sobre os crimes de lavagem ou ocultações de bens, direitos e valores. Leia Mais

Artigo – O termômetro da economia

Não tenhamos a menor dúvida de que os juros sempre foram ― e sempre serão ― o melhor termômetro utilizado para medir o nível de saúde da atividade econômica de um país.

Assim como em todo e qualquer ramo de atividade humana, na ciência econômica também existem dogmas, preconceitos e mitos. Na Idade Média, por exemplo, a cobrança de juros, também chamada de usura, constituía um problema ético e era terminantemente proibida pela Igreja Católica. Mas, foi somente com a expansão comercial e o desenvolvimento do capitalismo, no século XVI, que a cobrança de juros deixou de ser crime e passou a ser aceita e incorporada à ordem econômica então vigente. Leia Mais

CORECON/RN realiza palestras e oficinas clínicas para evitar endividamento

Detran e TJRN recebem economistas nesta semana para ‘Programa  de Educação Financeira’

 O Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN, preocupado com o resultado da pesquisa divulgada pela Fecomércio de São Paulo (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), que aponta a capital do Rio Grande do Norte como a quinta com maior número proporcional de famílias endividadas do país, onde 75% dos natalenses apresentam algum tipo de dívida, resolve intensificar e antecipar o “Programa de Educação Financeira”, destinado à população.

Abrindo o ciclo de palestras, já para esta quarta-feira (18) está agendada a primeira, que acontece no Detran/RN, e na sexta-feira (20), é a vez do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), proposto aos magistrados e funcionários, com o economista e presidente do CORECON/RN, Ricardo Valério e o economista e consultor empresarial de finanças pessoais, Hélder Cavalcanti Vieira. “Esse momento no TJRN é bem emblemático pelo fato de, muitas dívidas, serem ajuizadas e resolvidas somente no Tribunal”, comenta o consultor.

As primeiras palestras serão com os órgãos públicos para que haja integração com os setores a fim de executar o Programa, entre eles, a Assembleia Legislativa (ALRN), Câmara Municipal do Natal (CMA), TJRN, TCE, Governo do Estado, Sebrae, Banco do Brasil, Empresas Júnior das Universidades, Sindicato dos Economistas (SINDECON/RN), entre outros parceiros, no intuito de realizar também ‘Palestras de Educação Orçamentária e Oficinas Econômicas’ voltadas à sociedade. Leia Mais

Publicação – O Financiamento Público da Produção Agroecológica e Orgânica no Brasil: Inovação Institucional, Obstáculos e Desafios

O professor Joacir Rufino de Aquino, do Curso de Economia da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN/Campus de Assú e Delegado do Conselho Regional de Economia- CORECON/RN teve artigo publicado no livro do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), sobre “A Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica no Brasil”. Joacir, junto a Márcio Gazolla (UTFPR) e Sérgio Schneider (UFRGS) escreveram o capítulo 6 do livro, que trata das linhas de crédito destinadas ao financiamento da produção de alimentos agroecológicos e orgânicos no país.

ConfiraO Financiamento Público da Produção Agroecológica e Orgânica no Brasil Inovação Institucional – Obstáculos e Desafios

Livro na íntegra: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/144174_politica-nacional_WEB.PDF

CORECON fecha parceria com Governo do Estado para ensino de Educação Financeira

Economistas também farão parte da ‘Semana do Servidor Público’

O Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN, na figura do presidente Ricardo Valério, se reuniu na manhã dessa terça-feira (29), na sede da Escola de Governo, no Centro Administrativo, com a coordenação e equipe do programa Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho (PQVST) do Governo do Estado. Leia Mais

Artigo – Governo quer cortar R$ 10,00 do salário mínimo, mas não cobra bilhões dos grandes devedores

 

Governo quer cortar R$ 10,00 do salário mínimo, mas não cobra bilhões dos grandes devedores

É justo? É moral?

Por Ricardo Valério

(Presidente do CORECON/RN)

 

O ministro da Fazenda, Henrique Meireles, sinalizou na semana passada que o salário mínimo, pelas regras atuais, deva sofrer uma redução de R$ 10,00 no valor da sua correção estimada para vigorar a partir de primeiro de Janeiro de 2018. O valor deve ficar abaixo, inclusive, das previsões do próprio Governo Federal, inserida na Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, encaminhada para aprovação no Congresso Nacional.

Diante desse cenário, o Governo Temer deve ter uma melhor reflexão já que cobra muito timidamente dos grandes devedores nacionais (que devem mais de um trilhão de reais em tributos federais vencidos), mas está prestes a sacrificar os 45 milhões de trabalhadores, que recebem um salário mínimo,  diminuindo míseros R$ 10,00 sobre a estimativa do mínimo para 2018. Defendemos que, através de uma proposição de medida provisória, sejam mantidas as previsões iniciais anunciadas de um salário mínimo de R$ 979,00, ficando os R$ 10,00 como ganho real acima da correção pela atual regra. Leia Mais