Artigo – O termômetro da economia

Não tenhamos a menor dúvida de que os juros sempre foram ― e sempre serão ― o melhor termômetro utilizado para medir o nível de saúde da atividade econômica de um país.

Assim como em todo e qualquer ramo de atividade humana, na ciência econômica também existem dogmas, preconceitos e mitos. Na Idade Média, por exemplo, a cobrança de juros, também chamada de usura, constituía um problema ético e era terminantemente proibida pela Igreja Católica. Mas, foi somente com a expansão comercial e o desenvolvimento do capitalismo, no século XVI, que a cobrança de juros deixou de ser crime e passou a ser aceita e incorporada à ordem econômica então vigente. Leia Mais

CORECON fecha parceria com Governo do Estado para ensino de Educação Financeira

Economistas também farão parte da ‘Semana do Servidor Público’

O Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN, na figura do presidente Ricardo Valério, se reuniu na manhã dessa terça-feira (29), na sede da Escola de Governo, no Centro Administrativo, com a coordenação e equipe do programa Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho (PQVST) do Governo do Estado. Leia Mais

Resultado – XVII Prêmio RN de Economia

Na “Semana do Economista”, realizada de 07 a 12 de agosto, em Natal, o Conselho Regional de Economia – CORECON/RN divulga relação dos vencedores do “XVII Prêmio RN de Economia 2017”. O concurso, promovido em parceria com o Conselho Federal de Economia – COFECON dá recompensas em dinheiro aos três melhores trabalhos monográficos, em nível de graduação.

A solenidade de entrega dos prêmios acontece nesta quinta-feira (10), na Assembleia Legislativa, a partir das 9h junto com as demais homenagens previstas para a “Semana do Economista”. Os três primeiros lugares receberão, respectivamente, R$ 2 mil, R$ 1 mil e R$ 500 reais. Leia Mais

Artigo: O setor terciário no município de Pedro Velho/RN

 

Por: Osmar Faustino de Oliveira
(Economista graduado pela UFRN
Mestrando em Desenvolvimento Urbano – UFPE)

osmarfaustino@yahoo.com.br

O Produto Interno Bruto da economia, está concentrado no setor de serviços. O município de Pedro Velho possui um forte agrupamento neste setor. O município conta com um forte apoio da prefeitura municipal, pois emprega grande parte da população. A cidade também conta com um forte empregador de mão-de-obra, que são os pequenos comércios e supermercados. O município conta dez estabelecimentos. O setor terciário mostra crescente relevância na economia brasileira, ao evoluir junto com o aumento da renda e o desenvolvimento econômico e social verificados nos últimos anos, bem como ao constituir setor fundamental de expansão das atividades empresariais. A evolução do PIB brasileiro tem sido influenciada significativamente pelo setor terciário.

Confira artigo na íntegra: O setor terciário no município de Pedro Velho

“XVII Prêmio RN de Economia – 2017” tem número record de inscrições

As inscrições para o “XVII Prêmio RN de Economia – 2017” foram encerradas nessa segunda-feira (10) e com registro de número record de participantes, desde a sua implementação há 17 anos. Ao todo, o Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte – CORECON/RN recebeu 12 trabalhos com nível de excelência para concorrer a premiação do Concurso de Monografia que oferece um total de R$ 3.500 reais. Serão concedidos aos três melhores trabalhos em valores brutos: 1º Lugar R$ 2.000,00 ; 2º Lugar R$ 1.000,00  e 3º Lugar R$ 500,00.

“Curso Financeiro Contábil de Empréstimos Bancários Consignados” acontece na próxima sexta-feira

Economistas têm descontos na inscrição

Na próxima sexta-feira (12) acontece o “Curso Financeiro Contábil de Empréstimos Bancários Consignados”, no auditório do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRC-RN), das 13h às 16h30. O economista que apresentar a carteira de Identidade Profissional fornecida pelo CORECON/RN receberá desconto na inscrição. Leia Mais

Segunda noite – Semana do Economista

Na noite da terça-feira (09), conselheiros, economistas e estudantes participaram da palestra “As mudanças recentes na agricultura e nas Políticas Públicas para o meio Rural do Rio Grande Norte”, no auditório NEPSA I, ministrada pelos professores, Dr. João Matos Filho (DEPEC/UFRN), Prof. Dr. Thales Augusto Medeiros (DEPEC/UFRN) e o mediador José Mairton Figueiredo (SEMARH-RN). Esse e outros temas como: economia, crise, federalismo, educação financeira e perspectivas fazem parte da programação especial da “Semana do Economista” que é realizada em Natal até sexta-feira (12) através do Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Norte (CORECON-RN).

Leia Mais