Vamos valorizar o turismo e produtos do nosso estado.

Nos nossos vídeos e postagens, temos insistentemente tentado sensibilizar aos amigos, para darem preferência a produtos e serviços do nosso Estado e até do seu bairro, priorizando os pequenos estabelecimentos em suas compras, como forma de mantê-los ativos, durante a pandemia. Da mesma formar estamos articulando o desenvolvendo um projeto na área de valorização do Turismo Nacional e Regional, para incentivarmos o turismo doméstico em todo Brasil e, notadamente em nosso próprio RN, para o período pós-Covid-19.

Em particular, puxando a brasa para o nosso lado, temos um território com um potencial fantástico para desenvolvimento do turismo doméstico e regional.   Praias belíssimas para todos os gostos, entre elas as internacionais Pipa e São Miguel do Gostoso, situadas ao longo dos 410 KM de litoral em que todos se encanto.

Para cada cantinho do nosso vasto litoral, passeios divertidos e com muitas atrações, seja os de bugres nas dunas, os exóticos em dromedários, voos contemplativos de ultraleve, passeios de escunas nos Parrachos de Maracajau e Pirangi, ou ainda a emoção de descer de tirolesas e esquibunda. Como também as belezas naturais do litoral norte, a Costa Branca, as Dunas do Rosado e tantas outras.

E tudo isto emolduradas por Dunas e lagoas belíssimas e ou ainda conhecendo o maior Cajueiro do Mundo, o Museu da Segunda grande Guerra Mundial ou Museu do folclorista Câmara Cascudo.

E o que falar da nossa gastronomia que seduz os mais exigentes paladares? sejam dos nossos saborosos Camarões, castanha de Caju, a doçura dos melões, a tradicional da carne de sol e queijos do Seridó ou a simplicidade da nossa Ginga com tapioca no Mercado da Redinha.

E o que dizer do nosso povo? Um capítulo à parte. Com sua fama de uma gente alegre e acolhedora, fora um sol que brilha o ano inteiro e o ar mais puro da América Latina, além da nossa rica cultura e artesanato.

Assim, temos  tudo para ampliar e desenvolver o nosso turismo de eventos, notadamente em nosso interior, como a força da Fé dos eventos religiosos, como as festas  de Santana em Caicó, Santa Luzia e Mossoró Cidade Junina, Santa Rita em Santa Cruz, o friozinho aconchegante das nossas Serras em pleno sertão e os muitos encantos pitorescos  em cada  lugar pelo interior potiguar.

Desta forma, entendemos que assim tenhamos superados os riscos da curva epidemiológicas, o Estado e a prefeituras, abracem as nossas proposições do Conselho Regional de Economia, de estimular o nosso turismo doméstico e regional, com a valorização da  interiorização, com um roteiro integrado com o do Capita, ampliar a nossa vocação para o interior também, recuperarmos a principal indústrias sem chaminé, via o estímulo e valorização do turismo doméstico, regional e até nacional, onde os visitantes se sintam atraídos a esticar a sua permanência no RN. Assim, além dos conhecidos roteiros do nosso de Sol e Mar, temos as riquezas “Pelos caminhos e encantos do RN”, sendo essa uma forma criativa e inovadora, de atrair um novo e potencial público ávido por superar o período de confinamento de forma segura e econômica, na nova ordem mundial do Turismo Doméstico, no período pós-pandemia.

Este sem dúvidas, será um dos caminhos para recuperar uma das principais atividades do nosso Estado, estimulando o nosso turismo doméstico e regional, afinal, temos um Estado Potiguar lindo e com muitas atrações, bem como um Brasil que vale a pena conhecermos e valorizar o que é nosso.

Por Ricardo Valério Costa Menezes – Economista Presidente do Corecon-RN

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website