Consepe aprova criação de doutorado em Economia

19 de julho de 2022

Williane Silva de Ascom-Reitoria

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN aprovou, na manhã desta terça-feira, 19 de julho, a resolução de criação do doutorado acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Economia (PPEco), vinculado ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA). O curso tem o objetivo de aprofundar a formação acadêmica teórica dos estudantes em ciências econômicas, a partir de uma perspectiva pluralista, além de formar pesquisadores capazes de produzir conhecimento científico, independente e na fronteira das ciências sociais aplicadas.

Na modalidade presencial e na área de concentração “Economia e Desenvolvimento”, o doutorado terá linhas de pesquisa nos campos do Desenvolvimento Econômico e Desenvolvimento Regional, Economia Aplicada, Economia Política e Teoria Econômica. Com duração mínima de 600 horas-aula em disciplinas obrigatórias e eletivas, os discentes poderão se dedicar à elaboração da tese de doutorado e às atividades complementares, como exames de proficiência em língua estrangeira, estágio em docência, exame de qualificação e defesa de tese.

Conforme a proposta do curso, a missão do doutorado em Economia é formar doutores com espírito crítico, garantindo uma formação que contemple distintas abordagens teóricas no campo do pensamento econômico. O curso tem o intuito ainda de oferecer capacitação para a elaboração de análises histórico-comparativas que considerem os desafios impostos pelas transformações recorrentes das sociedades modernas e para o uso de distintos métodos quantitativos em economia; formar pesquisadores capazes de inovar e contribuir para a fronteira das ciências econômicas, compreendendo os problemas e refletindo sobre os caminhos possíveis para a promoção do desenvolvimento econômico local, regional e nacional; além de garantir a produção de conhecimento científico, sua difusão e apropriação pela sociedade.

https://ufrn.br/imprensa/noticias/61292/consepe-aprova-criacao-de-doutorado-em-economia

Compartilhe esta notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content