PROFESSOR/DOUTOR E DIRETOR DA FACEM/UERN LEOVIGILDO CAVALCANTI APRESENTA ESTUDO SOBRE O MOSSORÓ CIDADE JUNINA

 

Estudo da UERN mostra retorno de R$ 11 para cada R$ 1 investido no Mossoró Cidade Junina

O papel da Uern como instrumento de apoio ao desenvolvimento de Mossoró e do Rio Grande do Norte foi um dos pontos mais abordados durante a apresentação da pesquisa “Impactos socioeconômicos do Mossoró Cidade Junina (MCJ)”, exibida na manhã desta terça-feira (9), na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Mossoró.

Promovido pela Faculdade de Ciências Econômicas (Facem), em parceria com a CDL, o estudo realizou uma série de entrevistas com visitantes, ambulantes e outros profissionais envolvidos com o evento para obter dados relacionados ao impacto econômico do MCJ e à impressão do público sobre pontos como segurança, infraestrutura e organização.

Durante a apresentação do relatório, o presidente da CDL Mossoró, Stênio Max, ressaltou a importância das parcerias firmadas entre as esferas pública e privada, visando ao avanço social e econômico das cidades, e apontou a Uern como uma das principais entidades capazes de promover esse processo no município.

“A pesquisa é um dos frutos dessa parceria que a gente sabe que dá certo. E a gente vê o quanto a Uern avançou nos últimos anos e está ainda mais qualificada para isso”, frisou o presidente da CDL, citando o contrato firmado entre a Câmara e a empresa Júnior Lastro, formada por alunos da Facem, como mais um exemplo positivo da relação entre a academia e a iniciativa privada.

“É uma grande satisfação pra gente disponibilizar a nossa expertise. A Uern acredita nesse estado e acredita que todo o motor de transformação e de desenvolvimento econômico se dá através das parcerias”, corroborou a reitora da Uern, professora Cicília Maia, que destacou a relevância dos eventos acadêmicos e científicos para as cidades onde estão localizados os campi da Universidade.

Por sua vez, o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, ressaltou que o estudo será fundamental para a avaliação da última edição do MCJ e para o planejamento dos próximos eventos.

“Ficamos muito felizes por esse trabalho, tendo a Uern como parceira e protagonista desse processo. Isso é a universidade sendo muito bem utilizada, como ela é bem utilizada no dia a dia, pelos nossos estudantes e pela comunidade”, pontuou o prefeito.

A apresentação da pesquisa foi feita pelo professor Leovigildo Cavalcanti, da Facem, que destacou os principais dados obtidos através do levantamento.

Durante a apresentação, também foi entregue o relatório produzido pelos alunos bolsistas sobre a participação na pesquisa. Ao todo, 22 estudantes da Uern participaram do levantamento.

Principais dados

De acordo com a pesquisa, 788 mil pessoas visitaram o MCJ neste ano, representando um aumento aproximado de 10% em relação ao público presente em 2017, quando foi realizado o último estudo do tipo pela Uern.

A estimativa é que os gastos do público com o evento, neste ano, tenham somado R$ 115,6 milhões, o que corresponde a R$ 146 reais gastos por participante, em média.

Para cada real investido pela Prefeitura no evento, conforme a pesquisa, houve um retorno de aproximadamente 11 reais movimentados nos setores hoteleiro, de bares e restaurantes, ambulantes e permissionários e pelas quadrilhas, além dos gastos efetuados pelos turistas e moradores locais.

O estudo também levantou dados relacionados ao perfil dos visitantes, a exemplo da renda, local de origem e faixa etária. Também foi medido o grau de satisfação dos visitantes com o evento e a probabilidade de que eles voltem na próxima edição.

A pesquisa apontou ainda que o MCJ foi responsável por gerar em torno de 6.100 empregos diretos e indiretos.

“Os dados apontados pelo estudo indicam um recado de que o Mossoró Cidade Junina não representa um gasto, mas um investimento a ser tratado como um bem social e um bem econômico ao município”, salientou o professor Leovigildo Cavalcanti.

Fonte: Agecom/UERN https://blog30zero7.blogspot.com/2022/08/professordoutor-e-diretor-da-facemuern.html?m=1

 

 

Compartilhe esta notícia

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content